Acesse a Plataforma

A falta de engajamento é um dos fatores que mais podem afetar o crescimento da empresa. Independentemente do ramo de atuação, é importante contar com colaboradores envolvidos no trabalho e motivados.

Por isso há tanta preocupação em fornecer boas condições e benefícios, para que os colaboradores sintam que são parte importante do desenvolvimento da empresa e que sua dedicação é essencial para o crescimento.

Neste post destacamos os principais problemas provocados pela falta de engajamento, para que você entenda por que investir na motivação é tão fundamental.

Por que investir no engajamento?

O engajamento traz uma série de benefícios para a empresa: aumenta a receita, amplia a cartela de clientes, transforma o local de trabalho em um espaço agradável, motiva os colaboradores e auxilia no seu desenvolvimento profissional, entre uma série de outros benefícios.

Proporcionar um bom ambiente e condições favoráveis de trabalho não deve ser visto como um benefício, mas como uma obrigação da empresa e um reconhecimento da qualidade e da importância dos profissionais que ali estão.

Trata-se de um investimento importante e que traz retorno não apenas para as finanças, mas também à imagem da empresa.

Quais são os principais problemas causados pela falta de engajamento?

Queda de produtividade

Dificilmente um colaborador desmotivado vai conseguir se dedicar ao trabalho, o que pode resultar em baixos índices de produção ou na má qualidade dos produtos ou serviços oferecidos.

Para garantir que os objetivos da empresa sejam alcançados, é essencial que os colaboradores estejam realmente envolvidos na realização das tarefas e saibam da sua importância.

Atendimento de baixa qualidade

O atendimento ao cliente é um dos cartões de visita de qualquer empresa. Quando os colaboradores estão insatisfeitos, invariavelmente transmitem esse descontentamento aos clientes na hora de atender. Esse tipo de comportamento não contribui com a construção de uma imagem positiva.

Lembre-se sempre de que ter colaboradores felizes e realizados tem como consequência clientes satisfeitos e dispostos a comprar novamente.

Alta rotatividade de colaboradores

Uma das consequências do baixo engajamento é a alta rotatividade dos colaboradores, o que afeta os níveis de produção, o clima organizacional, a qualidade das tarefas e o entrosamento da equipe.

A alta rotatividade também afeta as finanças da empresa, devido aos custos de pagamento dos direitos rescisórios, novos processos seletivos e treinamentos.

Alto índice de absenteísmo

Outra consequência do baixo engajamento é o grande número de faltas dos colaboradores. Por não encontrarem propósito nas tarefas diárias, essas pessoas tendem a faltar mais ou chegarem atrasadas com frequência, mostrando total desinteresse.

Além disso, o descontentamento com o trabalho pode trazer consequências para a saúde, como estresse e depressão. Isso acaba provocando a dispensa médica dos colaboradores. Quanto pior a situação dentro da empresa, maior o índice de absenteísmo.

Agora que você já sabe por que deve proporcionar as melhores condições possíveis para os seus colaboradores e quais são as consequências causadas pela falta de engajamento, que tal pensar em estratégias para transformar a sua empresa em um bom local para trabalhar?

Aproveite, também, para assinar a nossa newsletter e receber notificações sobre novos conteúdos que vão ajudar na gestão de pessoas e na implementação de um RH estratégico.

Sônia Padilha

Sônia Padilha

Especialista em Gestão de pessoas desde 2003, com formação na Fundação Getúlio Vargas, desenvolvendo projetos para pequenas e médias empresas, em diversos segmentos. Atuação de 19 anos na área de Educação, e a última experiência acadêmica como Professor Convidado na Pós Graduação da UNINOVE nas áreas Gestão Estratégica de RH e Consultoria Empresarial. Faz parte da Diretoria da ABRH-SP – Regional Sorocaba.

Veja também

Cadastre-se para receber nossas novidades em seu e-mail: