Acesse a Plataforma
Quais informações não podem faltar no currículo para deixá-lo mais atrativo?
06 de março de 2019 Sônia Padilha

O currículo é o seu primeiro contato com a empresa em que deseja trabalhar. Por isso, é necessário ter todo o cuidado com a construção desse documento, uma vez que, dependendo da forma que é elaborado, pode tanto abrir quanto fechar portas.

Para preparar um currículo eficiente, é fundamental entender o que o recrutador gostaria de saber sobre os candidatos à vaga aberta. Além disso, é importante ter em mente que esse profissional precisa analisar um grande volume de informações, logo, ele prefere currículos enxutos e objetivos.

Nesse contexto, o seu desafio é passar informações relevantes e que despertem a atenção dos recrutadores. Também é imprescindível atualizar os seus dados com frequência. Do contrário, você pode perder oportunidades por não se enquadrar nos requisitos do cargo ou conseguir ser contatado pela empresa, por exemplo.

Quer criar um currículo irresistível? Confira, abaixo, o que não pode faltar nesse documento para facilitar a sua entrada no mercado de trabalho!

Comece com as informações básicas

Obrigatoriamente, todo o currículo deve conter informações básicas, ou seja, que compreendem os seus dados pessoais. Inicie com o seu nome completo, idade, endereço, e-mail e telefone de contato, tanto de celular quanto residencial.

Esses dados devem ser dispostos de forma que o recrutador os encontre rapidamente. Evite incluir informações demais: número de documento, por exemplo, são desnecessários.

Descreva o seu objetivo profissional e cargo pretendido

O seu objetivo profissional deve estar em destaque dentro do currículo. Geralmente, os profissionais de RH utilizam essa área para verificar se o candidato está apto a preencher o cargo disponível. Contudo lembre-se de que currículo deve ser objetivo, o ideal é que esse campo tenha até duas linhas abordando a sua área de atuação.

Logo abaixo, informe o cargo pretendido. Afinal, a empresa pode estar com várias vagas abertas ao mesmo tempo e o recrutador não é obrigado a saber para qual delas você está se candidatando.

Indique a sua formação acadêmica

Disponha o nome da instituição de ensino, juntamente com o curso e datas de início e término dos cursos que frequentou ou está frequentando. Apresente as informações por ordem de importância, como pós-graduação e graduação.

Os cursos técnicos só devem ser citados se estiverem relacionado à área pretendida ou caso você não tenha um curso de graduação.

Aponte a sua experiência profissional

Para quem tem pouca experiência profissional, é aceitável descrever todas elas. Assim, mesmo que não estejam diretamente relacionadas ao cargo, o recrutador verá que você já ingressou no mercado de trabalho e não é totalmente inexperiente. Mas se você tem bastante experiência, indique apenas as mais relevantes e que estão de acordo com a vaga que deseja disputar.

Para tal, mencione o nome da empresa em que trabalhou, cargo ocupado, período de atuação e as suas atribuições sucintamente, mas sem esquecer que é por meio desse item que a contratante conhecerá o seu potencial. De preferência, coloque as experiências em forma de itens, o que facilita a visualização e avaliação.

Adicione experiências diferenciadas

Antes de submeter o seu currículo, pesquise sobre os valores e competências pessoais exigidas pela empresa, bem como o posicionamento da mesma sobre questões sociais — por exemplo, sustentabilidade. Se você está candidatando-se para uma organização que prioriza um tratamento mais humanizado, é interessante adicionar experiências diferenciadas, como trabalho voluntário ou em uma empresa júnior.

Com isso, o recrutador terá mais embasamento para decidir se você tem o perfil desejado para a vaga.

Acrescente idiomas e cursos complementares

Nessa parte, evidencie apenas o idioma e o nível de conhecimento que tem. Quando estiver estudando algum, especifique isso no currículo. O mesmo vale para os cursos complementares, como de informática. Seja sincero, pois dependendo da vaga, você será testado para comprovar o domínio sobre a língua ou ferramenta.

A apresentação do currículo é de suma importância para a sua vida profissional, pois é a partir dele que você pode aumentar as suas chances de ser chamado para a entrevista presencial e conseguir aquele emprego tão desejado. Portanto, ele deve ser levado a sério, preparado com cautela e com informações relevantes para chamar a atenção do recrutador em meio aos demais concorrentes.

Gostou deste post? Quer saber mais? Comente aqui embaixo para que possamos ajudar você!


Sônia Padilha

Sônia Padilha

Especialista em Gestão de pessoas desde 2003, com formação na Fundação Getúlio Vargas, desenvolvendo projetos para pequenas e médias empresas, em diversos segmentos. Atuação de 19 anos na área de Educação, e a última experiência acadêmica como Professor Convidado na Pós Graduação da UNINOVE nas áreas Gestão Estratégica de RH e Consultoria Empresarial. Presidente da ABRH-SP – Regional Sorocaba.
R&S de Sucesso
Por que sua empresa precisa ter um RH estratégico?

Veja também

Espere um pouco! Cadastre-se para receber novidades de nosso blog!

Cadastre-se para receber nossas novidades em seu e-mail: